domingo, 15 de março de 2009

Resenha de Necronomicon: The Best Weird Tales of H.P. Lovecraft


Para celebrar os 70 anos da morte de H.P. Lovecraft a editora inglesa Gollancz publicou esta maravilhosa antologia reunindo os melhores trabalhos assinados por aquele que é apontado como um dos maiores mestres do horror e da literatura fantástica no século.

A gigantesca edição foi organizada pelo expert Stephen Jones que reuniu os contos mais famosos de Lovecraft, escritos ao longo de sua vida. Não se trata apenas de uma edição comemorativa, o livro está mais para um tributo.

Vou começar pelo inigualável apelo visual do livro que por si só é impressionante. Na estante, a encadernação escura se destaca em meio aos outros volumes como uma daquelas antigas bíblias de família. Contudo o aspecto religioso desaparece quando você lê em letras douradas o título Necronomicon e percebe o desenho do bizarro octopus. A encadernação é extremamente luxuosa e resistente, concedendo ao livro um aspecto de tomo, bem ao estilo daqueles compêndios de saber profano descritos nos contos do próprio Lovecraft. É um prazer ler o livro, folhear as 880 páginas e se deter em algumas das dezenas de ilustrações em preto e branco. Alguns desenhos feitos por Les Edwards são impecáveis, conformando-se bem, dentro das estórias que os inspiraram.

Conhecedores e fãs não precisam de introdução a respeito da importância de H.P. Lovecraft para o gênero Horror e Ficção Fantástica. Se você chegou a este blog com certeza conhece algo a respeito de Lovecraft, está familiarizado com algumas de suas criações ou bem possivelmente leu alguns de seus trabalhos. Lovecraft talvez seja o mais importante autor de contos de horror do século XX. É possível que ele supere seu grande mestre, Edgar Allan Poe quando avaliamos sua importância para a consolidação do gênero. Seus mais conhecidos contos são jóias raras de intrincada narrativa carregada de horror que leva o leitor a contemplar paisagens e circunstâncias que estão além da razão e da própria compreensão. Em contos como "The Call of Cthulhu", "The Shadow Out of Time" e At the Mountains of Madness (todos parte dessa coleção) somos transportados para um ambiente de esmagadora ameaça diante da colossal presença dos Antigos. Em seus contos, a humanidade nada mais é do que um acidente e sua aniquilação são favas contadas quando os Antigos retornarem para reclamar o planeta.

O horror de Lovecraft nasce do medo diante de forças desconhecidas, cujo mero vislumbre seria capaz de conduzir o mais resoluto dos homens à loucura. O sentimento dos protagonistas é sempre de impotência pois pouco ou quase nada pode ser feito para evitar um destino traçado nas estrelas que quando alinhadas marcarão o despertar destas forças cósmicas.

Dito isso, fica claro que os contos de Lovecraft transcendem o Horror Gótico e enveredam pela Ficção Fantástica. Seus contos conseguem misturar alienígenas e feiticeiros, magias macabras e tecnologia ultra avançada, viagens planetárias e cidadelas perdidas encravadas em montanhas. Em comum o fato de que todos esses elementos são costurados com maestria para criar uma aura de perpétuo assombro.

Mas não vamos nos desviar da resenha...

Reunidos nesse volume encontram-se 30 contos e também alguns poemas assinados por Lovecraft. Foi comentado que o livro reuniria toda a produção literária de Lovecraft o que não é verdade. Alguns trabalhos como "The Festival" e ""Facts Concerning the Late Arthur Jermyn and His Family"" não estão presentes, mas mesmo assim o farto material reunido contempla os melhores momentos da obra de Lovecraft. Ler - ou reler - estes contos é sempre um prazer na medida que sempre é possível descobrir em uma entrelinha um detalhe que passou desapercebido. At the Mountains of Madness, “The Cats of Ulthar”, “The Call of Cthulhu”, The Case of Charles Dexter Ward, “The Colour Out of Space”, “Cool Air”, “Dagon”, “The Doom that Came to Sarnath”, “The Dream-Quest of Unknown Kadath”, “The Dreams in the Witch House”, “The Dunwich Horror”, “From Beyond”, “The Haunter of the Dark”, “Herbert West - Re-Animator”, “The Horror at Red Hook”, “The Hound”, “In the Vault”, “The Lurking Fear”, “The Music of Erich Zann”, “The Nameless City”, “Night-Gaunts”, “The Outsider”, “Pickmans's Model”, “The Rats in the Walls”, “The Shadow Over Innsmouth”, “The Shadow Out of Time”, “The Shunned House”, “The Silver Key”, “The Strange High House in the Mist”, “The Statement of Randolph Carter”, “The Thing on the Doorstep”, “The Unnamable”, “The Whisperer in Darkness”, “Through the Gates of the Silver Key”, “To a Dreamer” e “Under the Pyramids” integram esta antologia.


Mas há ainda mais. As últimas páginas do livro são dedicadas a um longo ensaio escrito por Stephen Jones sobre Lovecraft. Ao longo das 46 páginas fartamente ilustradas são revelados vários detalhes sobre a obra do autor e a continuidade do legado após a sua morte.

Concluindo, esse livro é imperdível para os fãs da fantasia e do horror. Se você é um fã de expoentes atuais do terror como Stephen King ou Clive Barker, vale a pena buscar nesse volume as origens do gênero. Se você já é um fã, essa é sua oportunidade de possuir uma coleção com o que de melhor foi escrito por Lovecraft em uma embalagem simplesmente deslumbrante.

Nota: 5/5

Necronomicon: The Best Weird Tales of H.P. Lovecraft
Autoria: Howard Phillips Lovecraft, Stephen Jones
Arte: Les Edward
Editora: Golancz Books
Formato: Brochura ou capa dura, preto e branco, 880 páginas
Idioma: Inglês
Preço: US$ 27,95 (Brochura), US$37,95 (Capa dura)

2 comentários:

  1. tem outra edição tb qu reuni os contos de Love, qual a melhor ou são iguais pelo jeito?

    ResponderExcluir