sábado, 18 de julho de 2009

Habitante de Tondi

Uma das criaturas que mais fizeram sucesso durante o Torneio Tentacular 2009 sem dúvida foi o Habitante de Tondi. Essa bizarra monstruosidade meio fungo foi responsável por alguns dos momentos de maior tensão durante o Torneio e decretou o fim da primeira etapa.

Bem, aí estão as informações a respeito dessa criatura.

Habitante de Tondi
(Raça serviçal menor)

“Era uma monstruosidade gigantesca com mais de oito metros de altura, equilibrando-se sobre estranhas e longas pernas elefantinas. Da base do corpo achatado de consistência esponjosa brotavam tentáculos semelhantes a longos vermes pálidos. A enorme cabeça apresentava olhos cegos e uma boca dotada de uma língua negra que serpenteava sondando os arredores. A cada passo o chão tremia ante seu peso titânico”.

Originalmente essas criaturas colossais são a forma de vida dominante de Tondi, uma das luas escuras que giram em torno de Yuggoth. Esses seres possuem enorme força física, mas não dispõem de uma inteligência muito desenvolvida, ainda que sejam capazes de executar tarefas rudimentares como proteger ou atacar um lugar.

Os fungos de Yuggoth conseguiram facilmente submetê-los à sua vontade, transformando-os em bestas de carga. Assim como os seus senhores, os Tondi são uma forma de vida baseada nos fungos, embora possuam características animais determinantes. Os Tondi são dotados de seis pernas fortes o bastante para sustentar o peso de várias toneladas de seu corpo. Esta parte é achatada, dotada de tentáculos em sua base usados para sondar e manipular objetos. Na cabeça há um par de olhos cegos, inúteis na perpétua escuridão de seu mundo. Em compensação eles têm quatro pares de ouvidos bastante sensíveis, usados para captar sinais do que está a sua volta. A língua longa e áspera é usada para sentir odores a sua volta, como os répteis da Terra. A parte correspondente às costas da criatura é reforçada por uma carapaça mais resistente e grossa. No alto dessa carapaça existem orifícios ocos através dos quais eles produzem urros usados para comunicação. Os Tondi se alimentam exclusivamente de fungos naturais de sua lua e não são capazes de processar outras formas de alimento. Assim como os Mi-Go, equipamento fotográfico não é capaz de registrar sua forma com clareza. A fisiologia dos Tondi faz com que seus restos sofram uma acelerada decomposição após sua morte.

Ataques: Apesar do tamanho, os Tondi são capazes de correr em grande velocidade (70 km/h em linha reta) e usam essa mobilidade para trombar em seus inimigos e depois esmigalhá-los sob as suas patas. O Tondi também usa seus tentáculos para capturar adversários no chão. Cada tentáculo pênsil agarra com metade da força da criatura (21) e a vítima deve testar STR x STR na Tabela de Resistência para se livrar do abraço. Pessoas capturadas dessa forma são lançadas ao chão na rodada seguinte para serem pisoteadas impiedosamente.

Habitante de Tondi, gigante escravizado
STR 42 CON 36 SIZ 44 INT 6 POW 10
DEX 20 HP 40
Damage Bonus: +4d6
Armas: Tentáculos (2 por rodada) 40%, dano ½ db + agarrar
Esmagar 80%, dano 2d6 + db (4d6)
Proteção: 7 pontos de couraça reforçada
Perda de Sanidade: 1d3/1d10 por ver um Habitante de Tondi

2 comentários:

  1. Lembram a criatura que aparece ao final do filme "O Nevoeiro", não é? Aliás, penso mesmo que seja o mesmo.

    ResponderExcluir