sexta-feira, 13 de julho de 2012

Império das Aranhas - Cidade na India sitiada por Aranhas Gigantes



Fonte: India Times

A cidade de Sadiya, no Alto Assam ao leste da India, enfrentou uma ameaça no mínimo inesperada. Um imenso exército de oito patas invadiu a região deixando pelo menos duas vítimas fatais e uma enorme quantidade de feridos, alguns em estado grave. Tudo aconteceu na noite em 8 de maio.

A maioria dos habitantes da aldeia comparecia às festividades de Bihu, um tradicional feriado local. No último dia das comemorações, justamente quando a cidade recebia vários visitantes, hordas de aranhas surgiram de repente, ganhando as ruas e mordendo as pessoas. O clima festivo logo se transformou em pânico, com pessoas batendo umas nas outras, tropeçando e caindo em meio a tentativa frenética de escapar. Várias pessoas foram mordidas pelos animais, enquanto alguns moradores tentavam enfrentar as aranhas com paus, pedras e armas improvisadas.

A cena parece ter saído de um filme de terror de Hollywood, mas na verdade o dramático ataque realmente ocorreu e ainda confunde especialistas e biólogos.

Dezenas de pessoas foram tratadas no Hospital Civil de Sadiya reclamando de dores excruciantes e náusea, causada pelas mordidas das aranhas e veneno. Os ferimentos deixam marcas escuras distintas no corpo das vítimas, evidenciando que o veneno é potente o bastante para causar necrose. As pessoas presentes contaram que as enormes aranhas negras, semelhantes a tarântulas, surgiram de repente, provavelmente vindas da selva que faz limites com a cidade. Centenas de aranhas foram mortas, mas muitas ainda tem sido encontradas pelas autoridades do governo que tem enfrentando a praga dia e noite. Várias aranhas se esconderam em terrenos baldios e casas abandonadas o que dificulta o extermínio.

Pelo menos duas pessoas atacadas pelos animais morreram, supostamente como resultado direto do veneno, o que é raro em aranhas desse porte.

As autoridades falam em utilizar doses maciças de DDT (veneno industrial) na selva a fim de eliminar novos focos de aranhas, mas biólogos temem que a medida pode ameaçar fontes de água usadas pela população, causando um desastre ambiental.   

A espécie de aranha que causou a tragédia não é conhecida e especialistas ainda tentam compreender como uma espécie de aranhas até então desconhecida pode ter atingido uma população tão elevada.

Em 22 de maio, um time de cientistas ligados às Universidades de Dibrugarh e Gauhati chegou a Sadiya com o objetivo de estudar o caso. Liderados pelo Dr L R Saikia, chefe do Departamento de Ciências Biológica, da Universidade Dibrugarh, a equipe recolheu espécimes, ouviu testemunhas e resolveu acampar no epicentro do problema, a selva de onde teriam vindo as aranhas. Lá coletaram alguns espécimes vivos. Depois que dois pesquisadores acabaram atacados pelos animais, o grupo abandonou a expedição de campo retornando para a cidade.   


 "Até o momento, sabemos muito pouco sobre esses animais. São semelhantes às tarântula, mas trata-se de  uma nova espécie. Não existem muitos especialistas em aracnídeos na região, por isso levará algum tempo para identificar essa espécie. O que podemos adiantar é que se trata de uma aranha extremamente agressiva. Ela pula em qualquer coisa que se aproxime e tem uma mordida muito forte. Algumas das vítimas afirmaram que a aranha se agarra  vigorosamente antes de morder. As quelíceras e presas desta espécie são muito poderosas, uma das mais fortes conhecidas. Ainda é muito cedo para declará-la uma aranha assassina, na verdade, ainda estamos testando a potência do veneno para classificar o grau de toxicidade ", disse o Dr. Saikia.


"Não podemos dizer com certeza que as mortes foram devido ao veneno, mas pode ter sido decorrência de uma forte reação alérgica, que provocou parada cardíaca em ambas as vítimas. O quadro pode ter sido agravado; já que vários pacientes mordidos pelas aranhas visitaram curandeiros que cortaram as feridas com navalhas, drenando o sangue ou queimando a região exposta.

Os médicos também ficaram em dúvida à respeito de qual antídoto empregar uma vez que as aranhas não eram conhecidas e sequer se sabia ao certo se eram venenosas. 

Após o pânico inicial, a situação encontra-se sob controle. Muitos habitantes de Sadiya abandonaram a cidade e os moradores que ficaram se mantém em casa saindo apenas em caso de necessidade.

Parece um daqueles casos de cenário que se escreve sozinho...

Talvez um bando de cultistas degenerados tenha aberto um portal para a Terra dos Sonhos (Dreamlands) onde invocou uma quantidade absurda de Crias de Atlach-Nacha. Uma vez livres em "nosso mundo" os aracnídeos rumaram para a cidade mais próxima dispostas a espalhar caos, destruição e morte.

Tudo bem que essas aranhas apesar de grandes não se comparam às Crias da Mãe das Teias (que podem ter o tamanho de um cavalo), mas convenhamos que é algo assustador. Uma horda de aranhas tarântulas "extremamente agressivas", desconhecidas pelos especialistas e dispostas a causar pânico não é todo o dia que se vê.

Quando eu era moleque, ajudando meu avô a limpar um galpão dei de cara com uma tarântula e posso dizer com conhecimento de causa que não é algo agradável. Esse tipo de bicho mexe com uns medos primitivos na nossa cabeça. 

Será que isso é um sinal de que a imensa teia de Atlach-Nacha está perto de ser completada?

Segundo as profecias de tribos de Tcho-Tcho que vivem no sul da India (olha a coincidência aí de novo!) quando essa grande teia estiver pronta, os Antigos despertarão de seu sono e ai... bom aí, aranhas serão a menor de nossas preocupações.
Atlach-Nacha é uma criação do escritor Clark Ashton-Smith, uma imensa aberração semelhante a uma descomunal aranha que habitou o passado remoto da Terra. Posteriormente ela passou a viver nas Dreamlands onde construiu uma imensa teia que recobre os subterrâneos do reino onírico.

Gostou? Leia também:

A Força Aérea Brasileira contra as Aranhas:

http://mundotentacular.blogspot.com.br/2011/08/malditas-aranhas-forca-aerea-brasileira.html

2 comentários:

  1. Estranho. Comportamento atípico em se tratando de aranhas.
    Li em outro artigo que traz inclusive fotos dos aracnídeos, que esta especie de aranha pode ser uma variação da funel web porém o que mais me chamou a atenção é a descrição do acontecido. Aranhas são extremamente territorialistas e fora época de acasalamento qualquer eventual encontro mesmo entre macho e fêmea acaba em morte.

    ResponderExcluir
  2. sei de uma coisa sao assustadoras

    ResponderExcluir