quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Edarem - O Homem mais Bizarro da Internet


Dizem que uma das coisas mais interessantes a respeito da Internet é que ela é totalmente democrática.

Ela abre suas portas igualmente para todas as pessoas e permite a elas mostrar um pouco de si próprias, na mesma medida que permite a outros conhecê-las mais à fundo. Qualquer um pode, por exemplo, fazer um video e divulgar, para quem quiser assistir.

Edward Muscare foi uma dessas pessoas. 

Há alguns anos atrás, esse senhor gravou um vídeo no You-Tube cantando a música "Pretty Woman", sucesso de Roy Orbison. Rapidamente ele se tornou uma sensação na internet, uma espécie de celebridade instantânea. O boca a boca se espalhou e não demorou até o vídeo ser assistido por milhões de pessoas ao redor do mundo.   

Mas o que esse pequeno vídeo tem de mais, você pode perguntar. Bem, francamente é difícil dizer... por um lado não há nada de mais, por outro, o vídeo parece muito esquisito.

De fato, Edward Muscare talvez seja um dos seres humanos mais bizarros da Era da Internet. Ele ganhou sua notoriedade através desse vídeo e de uma série de outros que se seguiram, um mais bizarro que o outro. Seu trabalho ainda pode ser encontrado facilmente, bastando para isso uma busca rápida. Entretanto, é preciso alertar: os vídeos desse senhor vão fazer você querer tomar um banho e esquecer que os assistiu.

Muscare nasceu em Nova York em 1930. Ele sempre sonhou em se tornar um artista de sucesso, e chegou perto disso em meados dos anos 1980 quando estrelou um programa infantil no Kansas chamado "Hora da Alegria de Mr. Ed". Durante o curso de sua carreira televisiva, Muscare demonstrava um tremendo potencial. Ele parecia ser capaz de se comunicar e falar com as crianças de uma forma descrita como "espontânea".


As crianças realmente gostavam do Sr. Ed, um sujeito de sorriso fácil e voz estridente. Ele era como aquele tio distante que toda família tem, um cara dado a invenções e contar histórias exageradas. 

O programa, no entanto, estava com os dias contados. Em 1987, algumas crianças nos bastidores do programa começaram a reclamar de estranhos carinhos feitos pelo Mr Ed quando ninguém estava olhando. A polícia começou a ficar de olho no comportamento de Muscare e um dia o seguiu até um motel onde encontrou o sujeito na companhia de um menino de 13 anos. Ele havia marcado o encontro com o menino prometendo levá-lo aos bastidores do show.

O contrato artístico de Muscare foi imediatamente cancelado e ele pegou uma pena de 18 meses de cadeia, além de 10 anos de liberdade condicional. Acredita-se que outras vítimas tenham se apresentado, acusando Mr. Ed de pedofilia, mas dada a falta de provas, ele não chegou a ser processado por outras transgressões. Após deixar a cadeia, ele passou a ser desprezado pelos vizinhos e rotulado como predador sexual. Muscare se mudou para a Flórida, mas ele era frequentemente reconhecido.


Incapaz de fugir de seu passado, e já idoso, ele abraçou de uma vez por todas sua aparência estranha: Com um dente faltando, cabelos desgrenhados e uma série de cacoetes bizarros ele começou a gravar vídeos jogados diretamente no You-Tube usando o nome Edarem. Quase uma dúzia deles foram produzidos no curso de duas semanas, sendo o mais assistido justamente aquele em que ele dubla "Pretty Woman".

Para a maioria os vídeos eram apenas estranhos e incômodos, mas ao mesmo tempo, parecia haver algo de hipnótico na performance daquele idoso sinistro. Algumas pessoas começaram a comentar que os vídeos causavam pesadelos, faziam com que perdessem o sono ou ainda que eles provocavam alucinações ou reações emocionais inesperadas. Em Indiana, uma mãe disse que seu filho sofreu um ataque epilético depois de assistir o vídeo mostrado por um vizinho. Em Minneapolis dois meninos, de 11 e 9 anos, tiveram uma espécie de surto de violência após assistir a performance. O mais novo pegou um martelo e quebrou a mandíbula do mais velho. Em Chicago, os pais de uma menina de 9 anos, alegaram que a filha gritava incontrolavelmente depois de ter visto o vídeo e não conseguia parar de chorar. Os relatos se multiplicavam e ganhavam o mundo. Em Toronto, o vídeo, apresentado em um colégio causou uma comoção tamanha que os pais tiveram de ser chamados e as aulas suspensas.

A despeito disso, o vídeo continuava fazendo sucesso como uma creepypasta involuntária se alastrando rapidamente.

Contudo, a identidade de Ederem, a estrela do vídeo logo seria descoberta. A essa altura, Edward Muscare estava vivendo na Carolina do Sul, onde criminosos sexuais devem obrigatoriamente comunicar qualquer mudança de endereço. Ele não havia feito essa comunicação, além disso, sua condicional vedava que ele tivesse um computador com acesso irrestrito a internet.

O You-Tube quando avisado pelas autoridades, ajudou a polícia a rastrear o paradeiro do usuário Ederem. Seu computador foi confiscado e ele acabou notificado da infração. A despeito disso, vídeos continuaram aparecendo, supostamente lançados por amigos e "fãs". Finalmente, um juiz decidiu sentenciar Muscare a mais cinco anos de cadeia por violação da condicional.


Em 9 de janeiro de 2012, Muscare morreu na prisão, vítima de câncer.

Após sua morte, vídeos inéditos surgiam na internet, supostamente carregados por amigos que tencionavam preservar a memória de Muscare. Os vídeos continuam aparecendo de tempos em tempos, embora alguns deles tenham sido apagados ou simplesmente desaparecido como uma curiosidade bizarra.

Logo histórias começaram a circular pela internet. 

Boatos mencionam vídeos com conteúdo ainda mais perturbador estrelados por Muscare e que só poderiam ser achados nos arquivos clandestinos da Deep Web. Em um deles ele cantaria a música "In Dreams" acompanhado de três crianças de olhar parado, supostamente dopadas. Em outro, o idoso, se gabava de seus crimes, enumerando casos de crianças que ele teria convencido a visitar o Sr. Ed. Nenhum desses rumores pode ser confirmado, e acredita-se que eles não passem de rumores. Da mesma forma, um suposto admirador de Muscare teria retransmitido os vídeos com o som em velocidade ultra-lenta, resultando em uma trilha sonora ainda mais inquietante na qual alguns identificaram lamentos e pedidos de socorro.

Seja como for, o vídeo "Pretty Woman" de Muscare continua popular a despeito das tentativas de Roy Orbison - intérprete original da canção, em tentar bloqueá-la. 

É provável que o homem mais bizarro da Internet tenha enfim conquistado sua imortalidade e que ele continue conosco por muito tempo causando repulsa e fascínio.

Julgue por sua própria conta e risco:


Um comentário: