terça-feira, 24 de novembro de 2009

Malleus Monstrorum - Deuses, Monstros e Criaturas dos Mythos de Cthulhu


Quando eu vi a notícia a respeito do lançamento do Malleus Monstrorum uns meses atrás meu comentário imediato foi: "Ah não, mais um livro de monstros para Cthulhu!"
Explico: Cthulhu já teve outras edições de livros dedicados exclusivamente à apresentação de monstros, deuses e criaturas novas. O Universo do RPG Call of Cthulhu é populado de horrores de todos os tipos e mais criaturas surgem a cada momento em virtude do lançamento de novelas, contos e textos baseados nos mitos de Cthulhu. É algo sem fim.
Eu havia comprado o Creature Compendium uns anos atrás e o livro embora útil está longe de ser um título impressindível para o keeper de CoC. Muitas das criatuars que ali estão são interessantes, mas muitas outras (muitas mesmo) são um tanto quanto sem graça. Derivadas de contos menos conhecidos, de autores menos talentosos ou que simplesmente compõem um segundo time, visto que há outros seres nesse universo muito mais interessantes. Pesa também o fato de que certos deuses e monstros serem clássicos absolutos, oq ue torna novas criaturas um tanto sem sal quando a comparação é feita.
Ao meu ver, o Livro Básico de Cthulhu (completo em sua proposta) já concede um bom número de criaturas e monstros capazes de causar arrepios nos jogadores.
Então se é assim, para que lançar mais um livro de monstros? Mais importante, para que lançar mais um livro tão grande trazendo várias criaturas que já figuram no livro básico? Examinando o livro tive a sensação de que ele era a típica jogada para faturar. Livros desse tipo vendem bem e em geral são bem recebidos pelo público. Achei que nada de diferente pudesse ser feito para tornar o livro algo novo, mas eis então que comecei a ler com mais cuidado.

Fisicamente, Malleus é um livro impressionante: 298 páginas!

Ele é dividido nos seguintes tópicos:

Criaturas dos Mitos - com seres ligados aos mitos compondo as nefastas raças independentes e serviçais. Aqui o leitor encontra desde seres consagrados como Byakhees e Deep Ones, até monstros obscuros que figuraram em contos ainda mais obscuros como os impronunciáveis Gn'icht' Tyaacht.

Divindades dos Mitos - os tenebrosos deuses e Great Old Ones que dominam o Universo e que muitas vezes são mais conceitos de poder do que criaturas em si. A lista de deuses é vasta e mais completa, com notas a respeito dos cultos, sua ação e influência no mundo.

Criaturas das Lendas e do Folclore - Uma excelente adição com seres não necessariamente ligados aos mitos ancestrais de Cthulhu, mas ao folclore de vários povos incluindo fantasmas, esqueletos, golens, yeti, sasquatch, etc...

Animais - Um vasto bestiário de animais normais que ficaram de fora do livro básico e que expandem as ameaças da natureza.

Cada um desses capítulos é bem completo. Creio que praticamente todas as criaturas que já apareceram nos livros de Cthulhu ao longo desses anos estão ali. Cada monstro foi revisado: sua ficha, descrição e ataques refeitos. Uma das coisas mais interessantes é que as criaturas não são apresentadas na forma de desenhos e sim de um indício de como a humanidade vê a criatura. Por exemplo, ao invés de ver o desenho de um Hunting Horror, o desenho ao lado da entrada corresponde a uma carranca usada em um navio viking. O mesmo acontece com o Grande Cthulhu por exemplo, apresentado na forma de uma curiosa placa maia ou Shub Niggurath representada por uma estátua de ferro.

A idéia é apresentar como as criaturas seriam vistas em diferentes culturas ao redor do globo e como elas seriam representadas no folclore nativo das mais variadas civilizações. Minha opinião pessoal é que essa abordagem concede um erlemento de realismo fantástico e ao mesmo tempo de estranhismo muito bem vindo ao jogo.

Do ponto de vista prático, o livro é um compêndio muito bem organizado com todos os elemntos para auxiliar o mestre. Cada criatura é vista com detalhe, com a tradicional descrição, ficha e demais elementos.

Outro ponto alto do livro são as entradas do diário de Sir Hansen Poplan. Esses pequenos textos já estavam presentes no Creature Compendium, mas agora são bem mais completos e ainda mais interessantes. Os trechos se referem aos mais variados elementos dos mitos: regiões, lugares amaldiçoados, espécies e temas tão distintos quanto vampirismo, marte, Dreamlands e Nascimentos Blasfemos. Cada entrada pode ser aproveitada como um Handout para aventuras.

Fecham o livro, apêndices que ensinam a pronúncia correta do nome de algumas criaturas, auxiliam na descrição de certos monstros através dos sentidos e permitem a criação de novas criaturas.

De um modo geral, Malleus Monstrorum é um excelente livro. Útil tanto para veteranos que podem estar um tanto enjoados das criaturas do livro básico, quanto para iniciantes que desejam expandir o universo de Cthulhu além do convencional. Malleus é um bom lançamento dessa safra de novos livros da Chaosium, ao meu ver um dos melhores títulos dos últimos tempos. Embora não essencial para aventuras, uma ferramenta muito útil e que sem dúvida vai ser utilizada pelo mestre.

Um comentário: