quarta-feira, 5 de março de 2014

Ruínas Ciclópicas - Quem construiu o Megálito Siberiano de Gornaya Shoria?

DSC_005

Os defensores de teorias a respeito de "História Alternativa", sem dúvida vão adorar essa notícia! 
Um sítio ancestral contendo um "Super-Megálito” foi encontrado nas Montanhas Siberianas. Ele foi descoberto por uma expedição formada por geólogos que conduziam um exame topográfico na cadeia montanhosa de Gornaya Shoria (Monte Shoria) no sul da Sibéria. O sítio consiste de imensos blocos de pedra, primordialmente granito, com superfície achatada e lisa, grandes ângulos, e lados retos. As colossais peças, algumas com peso estimado em mais de 3000 toneladas, parecem ter sido cuidadosamente empilhadas, quase como blocos de um gigantesco brinquedo de montar.  
Não é a primeira vez que estranhas construções dessa natureza são encontradas na Sibéria, formações antigas e estranhas despontam há séculos na paisagem siberiana intrigando seus habitantes. Mas o local em Shoria é único, pois se os blocos são um resultado de atividade humana, como eles teriam sido equilibrados de forma tão perfeita? Se os estudiosos comprovarem que essa construção é resultado de atividade humana, poderíamos estar diante de uma das maiores construções erguidas pelas mãos do homem. 
O arqueólogo John Jensen escreveu a respeito da descoberta:
“Eu mantenho correspondência com alguns pesquisadores russos e Websites que comentam descobertas feitas por colegas naquele país, e este é o tipo de descoberta simplesmente notável demais para ser deixada de lado. As fotos mostram um tipo de Super Megálito no sul da Sibéria, próximo ao Monte Shoria.
A estrutura foi descoberta e fotografada pela primeira vez pelo time liderado pelo Professor Georgy Sidorov em sua mais recente expedição ao território da Sibéria meridional. As imagens foram publicadas na página russa mantida por Valery Uvarov, que destaca descobertas arqueológicas.
Ainda não foram realizadas medições oficiais, mas através da escala comparativa com as figuras humanas, esses magálitos são muito maiores (talvez duas ou três vezes maiores) do que os maiores megálitos conhecidos no mundo. A Pedra da Mulher Grávida de Baalbek, no Líbano, por exemplo, pesa aproximadamente 1,260 toneladas. Alguns desses megálitos siberianos poderiam facilmente atingir 3,000 a 4,000 toneladas.
Não foram feitos muitos comentários na página de Uvarov, portanto, as imagens acabam falando por si próprias”.
Como Jensen destacou, o monólito em Baalbek é considerada a maior e mais pesada estrutura dessa natureza , mas os blocos de Shoria são comparativamente muito maiores e em grande quantidade.
Valery Uvarov, o responsável pelo site em que a notícia foi publicada, é considerado respeitável na comunidade científica e dificilmente publicaria algo dessa natureza sem confiar na sua fonte. Infelizmente, ainda são poucas as informações sobre a descoberta uma vez que a equipe que a realizou não era formada por especialistas nesse tipo de formação.  
DSC_006
Alguns blocos tem mais de 20 metros de comprimento e seis metros de altura
Um dos maiores expoentes da defesa de "Teorias controversas" a respeito da evolução humana e da presença de culturas alienígenas no passado remoto, Georgv Sidorov também se mostrou muito interessado na descoberta. Ele comentou a descoberta:  

"Uma estrutura dessa natureza pode comprovar de uma vez por todas, a existência de uma civilização avançada e detentora de meios específicos para concretizá-la, já que, para os homens da época, seria virtualmente impossível construir algo com essa dimensões".
Quando a história foi divulgada na semana passada, muitas pessoas se apressaram para apontá-la como a descoberta definitiva, capaz de validar teorias sobre culturas avançadas no passado. Pesquisadores, no entanto, tem manifestado cuidado em suas considerações. Embora as fotografias sejam notáveis, elas ainda carecem ser comprovadas e a descoberta devidamente examinada. 
Em 1987 um grupo de mergulhadores tropeçou em outra descoberta surpreendente envolvendo uma estrutura de super-megálitos no Japão. O incrível Monumento Yonaguni, que se encontra submerso na porção mais ao sul da cadeia de ilhas que formam Ryukyu, é considerada por muitos como uma das mais consistentes evidências da presença de civilizações antigas, capazes de indescritíveis façanhas de engenharia. Mas apesar de sua grandiosidade, Yonaguni ainda divide opiniões. 
O geólogo da Universidade de Boston, Robert Schoch acredita que as características da estrutura em Yonaguni são resultantes de processos geológicos naturais. Ele compara a formação bem definida com outras, resultantes de atividade sismológica; na sua opinião, existem similaridades marcantes que tudo indica, são de origem totalmente natural.


DSC_014
O monólito de Shoria, entretanto, não é uma área de frequente atividade sismológica (propensa a terremotos) e as rochas envolvidas são muito mais duras do que as pedras que formam Yonaguni. Contudo, o nosso mundo é famoso por criar algumas estruturas rochosas que desafiam uma explicação razoável. A formação conhecida como "The Giants Causeway" (A Calçada dos Gigantes) no norte da Irlanda e a Pedra Waffle da Virgínia Ocidental, são apenas dois exemplos. Esses dois sítios hoje são considerados de origem natural, embora por muito tempo tenham sido apontados como resultado de um notável trabalho realizado por construtores habilidosos num passado remoto.
De qualquer maneira, o Megálito de Shoria ainda precisa ser analisado por especialistas nesse campo, já que tudo o que temos até o momento são fotografias, impressionantes sem dúvida, mas dificilmente uma evidência conclusiva. Uma expedição formada por cientistas russos será organizada ainda esse ano. Futuras investigações sem dúvida, se mostrarão interessantes.

*     *     *

"O temor experimentado diante das dimensões inacreditáveis dos esverdeados blocos de pedra, da altura atordoante do imenso monólito esculpido, e da identidade assombrosa entre as colossais estátuas e baixo-relevos (...) podia ser percebida com pungência em cada linha (...)

Ao invés de descrever qualquer estrutura ou edifício específico, ele se concentrou apenas a respeito das amplas impressões causadas pelos vastos ângulo e superfícies de pedra - superfícies excessivamente descomunais para pertencerem a qualquer coisa correta ou apropriada a este mundo, e ímpias com horríveis imagens e hieróglifos.

(...) a geometria do lugar que ele vira em seus sonhos era anormal, não euclidiana. A sugerir horripilantes esferas e dimensões diferentes das nossas. (...) ângulos loucos de rocha talhada, onde um segundo olhar mostrava concavidade, depois que o primeiro havia percebido convexidade"

Trechos de "O Chamado de Cthulhu" por H.P. Lovecraft  

Será que estamos diante de uma das legendárias cidades construídas com blocos de pedra ciclópicos descritas por Lovecraft como sendo as cidades dos Antigos?

É incrível olhar para algumas dessas fotos de Gornaya Shoria e não pensar em algo como, isso:


Ou isso:


Ruínas desse tipo são incríveis... se foram realmente erigidas por mãos humanas, como eles poderiam ter levantado e empilhado coisas tão pesadas? A não ser que, bem, que não tenham sido mãos humanas que as levantaram...

Vamos esperar para ver o dizem os especialistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário