terça-feira, 10 de julho de 2018

Ennie Awards 2018 - A Lista dos melhores RPG do ano, os Favoritos e quem deve ganhar


Façam suas apostas, que rufem os tambores.

O Ennie Awards 2018, já indicou os seus candidatos o prêmio da indústria do RPG, o equivalente ao Oscar de nosso querido e amado hobby. O prêmio concedido anualmente no final da GenCon é um dos mais tradicionais e indica aqueles que se sobressaíram no ano em uma dezena de categorias.

Sem perder tempo, vamos direto aos indicados, uma breve análise de quem seriam os favoritos a ganhar e meus escolhidos pessoais.

Melhor Aventura

Delta Green: A Night at the Opera, Arc Dream Publishing   Authors: Dennis Detwiller, Shane Ivey, Greg Stolze
The Two-Headed Serpent, Chaosium Inc.    Authors: Paul Fricker, Scott Forward, Matt Sanderson
Six of Swords, Green Ronin Publishing    Authors: Jaym Gates, Steven Jones, Kira Magrann, Alejandro Melchor, Malcolm Sheppard, Rebecca Wise
Seven Worlds Campaign Book, Intellistories    Author: Luis Enrique Torres
The Dark of Hot Springs Island, Swordfish Islands   Authors: Jacob Hurst, Evan Peterson, Donnie Garcia


Meu Favorito: Melhor aventura é sempre uma das categorias mais concorridas. Aventuras são a base para que muitos sistemas e jogos consigam se desenvolver. São o exemplo pelo qual um livro básico acaba se pautando e fornece as linhas e parâmetros para que o jogo em si seja colocado em prática. Nem é preciso dizer o quanto isso é importante...

Vejamos o que temos esse ano. Eu gosto muito do Six of Swords, material realmente de primeira para um RPG interessante, Blue Rose, mas difícil ao meu ver de criar aventuras. Um compêndio com seis aventuras prontas é ais do que bem vindo.

Night at the Opera para Delta Green é uma compilação das aventuras que fizeram parte do Financiamento Coletivo e um material de excelente qualidade. Algumas das aventuras contidas ali estão sem dúvida entre algumas das melhores que eu li nos últimos tempos, cenários perturbadores como Extremophilia e Star Chamber são clássicos que merecem ser conhecidos e jogados. E por pouco eu não escolhi essa seleção...

Mas acabei optando por The Two Headed Serpent para Chamado de Cthulhu. Primeiro porque eu amei esse livro, o primeiro dedicado a vertente e estilo único de Pulp Cthulhu. Segundo porque eu sou completamente apaixonado por campanhas ao redor do mundo, e essa é a primeira campanha oficial da Chaosium em muitos anos. E terceiro porque essa campanha em especial é nada menos do que sensacional! Vale muito a pena e é um dos meus planos futuros narrar essa série de cenários interligados que mistura aventura, ação, exploração e horror com enorme competência.

Quem deve Ganhar: Vai ser uma briga de foice entre Delta Green e Chamado de Cthulhu nessa categoria. A base de fãs dos dois é bem grande, mas acho que no fim, Two Headed Serpent acaba ganhando por um nariz de vantagem.

Vai ficar difícil para qualquer um dos outros candidatos chegar perto.

É preciso fazer um parênteses aqui e questionar: Onde está o material de D&D da Wizards of the Coast nessa categoria? Não dá para acreditar que com essas vendas monstruosas e popularidade da quinta edição, a Wizards não conseguiu emplacar nem um único nome nessa categoria. Estranho...

Melhor Acessório

Shadowrun Sixth World Tarot Deluxe, Catalyst Game Labs
Hex Kit, Cone of Negative Energy
Conan GM Screen, Modiphius Entertainment
Starfinder GM Screen, Paizo Inc.
Arcane Scrollworks, SkeletonKey Games

Meu Favorito: É legal encontrar nessa categoria dois escudos do mestre. Em geral, essas divisórias tendem a dividir não apenas jogadores e mestres, mas as opiniões quanto a sua utilidade e necessidade. Eu particularmente adoro escudos de narrador, e tenho uma coleção deles para provar essa devoção.

O escudo de Starfinder, dizem é bem interessante e útil. O mesmo vale para o Escudo do novo Conan da Paizo que constrói alguns dos melhores escudos que eu já vi. Material resistente, bonito, caprichado demais...

A coleção de Arcane Scrollworks é algo a ser visto e conhecido. Que negócio bacana e bonito e uma ideia muito interessante. Vou dar uma olhada com carinho num futuro próximo. Se tem uma coisa que eu adoro são esses props para entregar aos jogadores.


Agora, nessa categoria meu favorito acabou sendo o Tarot de Shadowrun. Em se tratando de valor de produção, acabamento, utilidade e satisfação, não tem como tirar dele esse prêmio. Quem estiver curioso a respeito, basta clicar no link e vai entender do que estou falando. Se imagens valem mais do que mil palavras, olhem essas fotos e segurem o queixo. É lindo de morrer!


Quem deve Ganhar: Não vai ter pra ninguém. O Tarot é bonito demais e a base de fãs de Shadowrun é grande demais para se sentir ameaçada por qualquer um dos outros candidatos.

Talvez, apenas talvez o Starfinder GM Screen possa oferecer alguma oposição, mas mesmo um jogo que tem conquistado um bom público, não vai ter chances contra esse material da Catalyst que verdade seja dita, quando se esforça produz coisas incríveis.

Melhor Arte, Capa

Down Darker Trails, Chaosium Inc.   Artist: Sam Lamont
Harlem Unbound, Darker Hue Studios   Artist: Brennen Reece
Critical Role: Tal’Dorei Campaign Setting, Green Ronin Publishing  Artist: Aaron Riley
Conan: Conan the Barbarian, Modiphius Entertainment  Artist: Phrolian Gardner
Symbaroum: Karvosti – The Witch Hammer, Järnringen   Artist: Martin Grip

Meu Favorito: Essa é uma das minhas categorias favoritas nos Ennies. 

Ela é bastante fácil de julgar e mesmo aqueles livros que a gente não conhece dá para apreciar e fazer alguns comentários. No geral, melhor arte de capa se resume a olhar as capas e dizer qual a sua ilustração favorita. É sim questão de gosto...

Esse ano temos alguns trabalhos realmente impressionantes, material de primeira grandeza que conseguem invocar tudo o que os livros querem passar para seu leitor. Difícil mesmo escolher apenas um pois todos tem os seus méritos, não tem um que eu tenha achado inferior.

Eu adorei a arte do Down Darker Trails, não apenas a capa, mas o livro inteiro é um deleite para o leitor. Bonito além da conta. E tão bom ver um livro da Chaosium que seja um prazer folhear.

A pegada do Harlem Unbound é traduzir na capa o estilo e a proposta do jogo. Personagens de minorias enfrentando os Mythos de Cthulhu. Ele consegue evocar isso sendo simples e direto. Arte muito bo

Tal'Dorei e Symbaroum: Karvosti são muito bem feitos. Arte extremamente competente e evocativa. A do Symbaroum, como sempre é uma coisa de louco! Por pouco não votei nela...

Mas meu favorito foi a capa de Conan the Barbarian da Modiphius. Não tem como não se render a essa ilustração que remete diretamente às capas das revistas em quadrinhos de Conan e a mestres como Frank Frazetta, Boris Vallejo e Pablo Marcos. A arte é deslumbrante remetendo diretamente a toda brutalidade, violência, magia e mistérios da lendária Era Hiboriana. Por que esse livro não disputa na categoria de Arte Interna é uma boa pergunta.

Quem deve Ganhar: Acho que essa categoria depende muito do gosto pessoal e supor qual o gosto de um grupo grande de pessoas é uma tarefa complexa.

No fim, acho que qualquer um dos candidatos tem grandes chances de sair como vencedor nessa categoria. Não seria de estranhar que Tal'Dorei ou Down Darker Trails sejam agraciados por terem um público votante considerável.

Mas acho que o público vai abraçar Harlem Unbound pela sua originalidade e inovação. É uma capa diferente e isso vai chamar muita atenção. Talvez não seja a mais bonita e nem a que tem um acabamento mais cuidadoso ou detalhado, mas a combinação de cores e a composição dela vão acabar prevalecendo no final.

Melhor Arte, Interior

The Happiest Apocalypse on Earth, Christopher Grey   Artist: Robert Hebert
Frostbitten and Mutilated, Lamentations of the Flame Princess   Artist: Zak Smith
Atlas Animalia, Metal Weave Games   Artist: Sarah Dahlinger
City of Mist, Son of Oak Game Studio   Artist: Marcin Soboń, Mariusz Sculz, Ario Murti, Carlos Gomes Cabral, Monsters Pit
Starfinder Core Rulebook, Paizo Inc.   Artists: Alexandur Alexandrov, David Alvarez, Rogier van de Beek, Leonardo Borazio, Tomasz Chistowski, Taylor Fischer, David Franco Campos, Sebastien Hue, Guido Kuip, Robert Lazzaretti, Mikaël Léger, Víctor Manuel Leza Moreno, Setiawan Lie, Damien Mammoliti, David Melvin, Mark Molnar, Mirco Paganessi, Jose Parodi, Miroslav Petrov, Hugh Pindur, Roberto Pitturru, Pixoloid Studios (Aleksandr Dochkin, Nothof Ferenc, Gaspar Gombos, David Metzger, and Mark Molnar), Maichol Quinto, Pavel Rtishev, Connor Sheehan, Firat Solhan, Remko Troost, Leon Tukker, Ben Wootten, Joshua Wright


Meu Favorito: Da mesma maneira que a categoria anterior, o quesito melhor arte interna apela para o gosto pessoal de cada votante. Arte é uma coisa pra lá de subjetiva: o que agrada a um, pode não ter o menos valor para outro.

Dito isso, vou dar meu voto baseado unicamente naqueles livros que mais me agradaram e atraíram o olhar por mais tempo. Sempre achei que nessa categoria vence aquele trabalho que me faz pegar o livro várias vezes na estante para folhear... não ler, mnnão procurar partes do texto... simplesmente olhar as imagens e figuras.



Dois livros na minha opinião se sobressaem aos demais. O primeiro é Starfinder Core Rulebook que é uma verdadeira obra de arte com ilustrações que são nada menos do que espetaculares. É o tipo do livro que você folheia e devora as imagens.



Mas vou ter que ser fiel a um livro que atraiu minha atenção primeiro pela arte e depois pelo texto, material e estilo. Não tem como ficar calado diante da bela arte de City of Mists. O livro é uma verdadeira obra de arte. Lindo do começo ao fim, com ilustrações enormes que se espalham pelas páginas. O termo "lindo de morrer" é mais do que adequado.

Uma única ressalva aqui: Cadê o Coriolis - Tales from the Third Horizon? A Space Opera deslumbrante da Free League tem uma das artes mais incríveis que eu vi em muito tempo e não foi sequer lembrada na relação de candidatos? Que é isso gente... injustiça demais com um livro que me deixou literalmente babando.


Quem deve Ganhar: Embora eu tenha uma predileção pela arte de City of Mists, acho que nessa categoria vai prevalecer a massa votante de fãs de Starfinder.

Não que o prêmio vá ficar em mãos erradas se isso acontecer, o livro básico é lindo demais e merece um reconhecimento pelo trabalho grandioso de uma grande equipe de artistas e ilustradores.

Entrementes: Cadê os livros da Wizards of the Coast? Arte Interna é um dos carros chefe da Wizards que tem à sua disposição alguns dos melhores artistas no mercado. Nem ser lembrado na relação é injusto demais...

Melhor Blog


Meu Favorito: A disputa ao meu ver fica entre o Sly Flourish e o Gnome Stew. Os dois são excelentes e mantém um nível de qualidade que tem se mantido inabalável.

Todo ano eles estão entre os candidatos diretos e conseguem se destacar em meio aos trocentos blogs que aparecem.

Meu favorito ainda é o Gnome Stew, mas esse ano a vantagem dele sobre meu segundo favorito foi menor. Não significa que ele está perdendo o fôlego, mas que a concorrência está se esforçando.

Quem deve Ganhar: Em termos de popularidade e público o Gnome Stew continua sendo imbatível e deve levar esse prêmio.


Melhor Cartografia

Oath of the Frozen King, Absolute Tabletop   Cartographers: Jon Pintar, Nate Vanderzee (Sellsword Maps), Joe Bilton and Sarah Bilton (Heroic Maps)
Freedom City 3rd Edition, Green Ronin Publishing   Cartographers: Rick Achberger, Phillip Lienau, Sean Macdonald, Chris West
The Midderlands – An OSR Setting & Bestiary, MonkeyBlood Design & Publishing   Cartographer: Glynn Seal
Starfinder Pact Worlds, Paizo Inc.   Cartographer: Damien Mammoliti
City of Mist: Location Maps, Son of Oak Game Studio   Cartographer: Mariusz Szulc



Meu Favorito: Outra das minhas categorias favoritas. Eu AMO mapas e a capacidade de desenhar cartas detalhadas que oferecem um panorama de uma cidade, de um reino, de uma nação e seus muitos atrativos continua sendo parte importante de qualquer criação no meio do RPG.

Eu já deixei de jogar ambientações simplesmente por não gostar do mapa. Um mapa bem feito, coerente, correto e inovador está entre o que eu procuro quando sou apresentado a uma nova ambientação.


Esse ano temos algumas coisas bem interessantes na lista de candidatos... infelizmente eu não tenho como julgar todos, alguns eu nem cheguei a ver, então vou me ater aos que dei uma boa olhada. Starfinder Pact Worlds tem uma excelente cartografia que chama a atenção.

Eu adorei como as descrições se encaixam no mapeamento, trabalho de primeira. Freedom City também é algo deslumbrante e atraente na medida certa, não duvido nada que possa ser o vencedor nessa categoria. Alguns colegas falaram bem de Oath of the Frozen King e disseram que ele possui masmorras muito bem projetadas.

Mas aqui novamente eu vou me render ao City of Mists e seu Location Maps. O trabalho é incrível e merece o reconhecimento.

Quem deve Ganhar: Mas o prêmio não é apenas sobre "quem merece reconhecimento" e sim sobre quem chama a atenção e faz os votantes darem o click decisivo.

Nesse caso, minha previsão é que a Paizo vai dominar com Starfinder enquanto a Green Ronin vai correr por fora com Freedon City. Se eu tiver que escolher uma delas, vou de Starfinder, mas tudo pode acontecer nessa categoria muito concorrida...

Melhor e-Book

Delta Green: A Night at the Opera, Arc Dream Publishing
Spheres of Might, Drop Dead Studios
Scenario from Ontario, Dungeons and Donuts
On the Air, Spectrum Games


Meu Favorito: Briga de cachorro grande aqui com alguns e-Book que chamaram a atenção ao longo do ano.

Tem dois aqui que estão entre os meus favoritos e foi difícil escolher entre eles. Hudson and Brand é um material de primeira para um setting interessante de Call of Cthulhu que me arrependi amargamente em não participar do Financiamento. O livro básico é incrível e já está na minha lista de futuras aquisições. Vale muito a pena e esse e-book concede uma boa ideia do que esperar.

Mas não tem como eu deixar de votar em Delta Green: A Night in the Opera. O material compilado e reunido contando com as aventuras que participaram do Financiamento de Delta Green é notável. Eu adorei esse material! Gostaria muito que ele fosse publicado fisicamente como uma antologia com capa dura. Enquanto não acontece fico com o e-book que vale cada centavo!

Quem deve Ganhar: Eu não vejo muitos adversários para o Delta Green nesse quesito. O e-Book atraiu muita atenção e deve se sagrar o vencedor não apenas por ser um ótimo livro, mas por contar com uma base de fãs bastante empolgada. Ajuda ainda o fato do Handlers Manual de Delta Green estar sendo entregue nesse mês e ele estar fresco na memória.

Melhor Produto para a Família

Khan of Khans, Chaosium Inc.
Storm Hollow, Game Salute / Escapade Games
A Feast of Flavor, Legendary Games
I’m a Guide, Monte Cook Games
Heavy Metal Thunder Mouse, Shoreless Skies Publishing

Meu Favorito: Difícil escolher algum aqui. Confesso que o único que conheço é o Khan of Khans da Chaosium, mas que ele não me encheu os olhos. Na impossibilidade de escolher um, vou me abster desse quesito e torcer para que o melhor acabe ganhando.

Quem deve Ganhar: Não faço a mais remota ideia.

Melhor Jogo Gratuito

Esper Genesis Basic Rules, Alligator Alley Entertainment
High Plains Samurai: Legends, Broken Ruler Games
Modos 2, Michael Terlisner
Forthright Open Roleplay Creative Commons Edition, Room 209 Gaming
Saga of the Goblin Horde, Zadmar Games


Meu Favorito: Também não conheço os candidatos nessa categoria. Não dá para escolher um baseado apenas no nome e em uma descrição rápida. 

Quem deve Ganhar: Sei não... acho que devo aproveitar e baixar alguns já que são gratuitos e ver qual é a deles.


Melhor Produto Gratuito


Meu Favorito: Três dos candidatos me chamam a atenção aqui. 

Starfinder First Contact é um belo material. Simpes, direto ao ponto, atraente e cheio de atrativos. Se ganhar, o prêmio vai estar em boas mãos com gente competente que ofereceu um belo trabalho gratuito.

O Runequest Quickstart vai muito além do material de Quickstart que estamos acostumados a ver por aí. Ele vem com as regras básicas, material de referência e uma longa aventura muito bem estruturada e com um acabamento impecável. Para os fãs de longa data de um RPG clássico (verdadeiro dinossauro) ele é um material indispensável. Verdade seja dita, até comprei um Runequest depois de baixar esse material gratuito.

Mas... não tem como não votar em Vaginas are Magic. Esse suplemento de Lamentations of the Flame Princess merece ser baixado, lido e louvado! Material incrível, muito bem escrito, detalhado, bem humorado e inovador. Na minha opinião, um dos melhores suplementos de LotFP no ano passado e o melhor de tudo... 0800!

Quem deve Ganhar: Vai ser uma briga de cachorro grande entre os três que eu citei aí em cima. Difícil dizer qual deles vai acabar ganhando, mas se alguém colocasse uma adaga na minha garganta e me obrigasse a fazê-o, eu teria de escolher o Starfinder. 

Mas tudo pode acontecer: Runequest em fãs espalhados pelos quatro cantos do mundo dispostos a dizer para quem quiser ouvir que os clássicos devem ser respeitados.
Quanto a Vaginas are Magical, garanto que muita gente, mesmo quem não leu o livro vai achar divertido votar nele, nem que seja pelo título. "Boys will be boys"...

Melhor Jogo

Delta Green: The RPG, Arc Dream Publishing   Authors: Dennis Detwiller, Adam Scott Glancy, Christopher Gunning, Kenneth Hite, Shane Ivey, Greg Stolze
Blades in the Dark, Evil Hat Productions   Author: John Harper
Zweihänder Grim & Perilous RPG, Grim & Perilous Studios   Author: Daniel D. Fox
Red Markets: A Game of Economic Horror, Hebanon Games   Authors: Caleb Stokes, Laura Briskin-Limehouse, Ross Payton
Vurt: The Tabletop Roleplaying Game, Ravendesk Games   Authors: Alexander Lepera, Lee Pruitt

Meu Favorito: Esse é um dos prêmios mais importantes e difíceis de escolher.

O Melhor jogo se refere ao jogo que mais chamou a atenção e que teve a melhor aceitação entre os jogadores. Curiosamente, entre os candidatos eu reconheço poucos nomes, o que nos leva a supor que temos candidatos fora do mainstream pela primeira vez em muito tempo.


Gostaria de poder dizer que conheço os demais, mas vou acabar ficando com um dos mais aguardados do ano. Delta Green; The RPG é a reedição de um clássico e o retorno glorioso de um dos jogos mais admirados e louvados. E essa reencarnação do Delta Green não é apenas bonita e bem acabada, ela é realmente boa! Não devendo nada ao produto original que continua no topo da lista dos melhores RPG de todos os tempos da RPGNow. 

Quem deve Ganhar: Vou acompanhar o meu Favorito e dizer que Delta Green deve abocanhar esse prêmio.

Está muito recente o envio dos volumes aos apoiadores do Financiamento. Esses vão votar em massa e jogar o liro para o topo.

Best Miniature Product

Distant Frontiers Poster Map Set, Christopher West’s Maps of Mastery
Double-Sided Dry-Erase Tiles, Gaming Paper
Star Trek Adventures Miniatures: The Next Generation, Modiphius Entertainment
Ma’al Drakar the Dragon Tyrant, Reaper Miniatures
City of Mist: Location Maps, Son of Oak Game Studio

Não tenho como votar...

Se fosse pela aparência eu escolheria o City of Mists ou Star Trek Adventures, mas não conheço os demais concorrentes então não vou cometer essa injustiça.

Melhor Livro de Monstro/Adversários

Down Darker Trails, Chaosium Inc.   Authors: Kevin Ross, Mike Mason, Scott David Aniolowski, David Cole, Todd Woods
Freedom City 3rd Edition, Green Ronin Publishing   Authors: Steve Kenson, Scott Bennie, DT Butchino, Shawn Carman, Crystal Frasier, Chris Huff, Sean Johnson, Seth Johnson, John Maniha, Professor Christopher
Frostbitten and Mutilated, Lamentations of the Flame Princess   Author: Zak Smith
Uh-Oh Monsters, Monte Cook Games   Author: Shanna Germain
Starfinder Alien Archive, Paizo Inc.   Authors: John Compton, Adam Daigle, Crystal Frasier, Amanda Hamon Kunz, Jason Keeley, Jonathan H. Keith, Steve Kenson, Isabelle Lee, Lyz Liddell, Robert G. McCreary, Mark Moreland, Joe Pasini, F. Wesley Schneider, Owen K.C. Stephens, James L. Sutter, Josh Vogt

Meu Favorito: LIVROS DE MONSTROS! Oba, oba, oba!!!!

Quem não gosta de um belo livro de monstros e criaturas bizarras para arremessar contra o grupo de heróis e ver o circo pegar fogo?

Pergunto novamente a respeito da ausência da Wizards que teve o Volo no ano passado... cadê o material de D&d 5th? Será que propositalmente ficou de fora do Ennie 2018?

Bom, de qualquer maneira tem alguns títulos muito bacanas na relação.

Frostbitten and Mutilated para Lamentations of the Flame Princess como sempre é mais do que interessante. Criaturas malignas, cruéis, perversas e bizarras bem ao gosto da ambientação. Quase ganhou o meu voto!

Freedom City 3th Edition tem um bestiário legal, mas ao meu ver não chega a ser um "Livro de Monstros". Ao meu ver, o quesito deveria se concentrar nos livros que trazem exclusivamente adversários e criaturas aterrorizantes. É por isso que embora eu tenha adorado o Down Darker Trails não vejo ele como um candidato a esse prêmio. O suplemento da Chaosium que se dedica ao Horror dos Mythos no Oeste Selvagem não é um Livro de Monstros no sentido da palavra.

Para falar a verdade, entre os candidatos o Starfinder Alien Archive é o que se encaixa melhor na proposta de ser um Livro de Inimigos. E é isso que a gente quer em um bestiário, certo? Monstros, estatísticas, ideias e apresentação de criaturas diferentes.

Voto no Starfinder por conta disso!

Quem deve Ganhar: Não vão ser todos que vão estabelecer essa diferença que eu explicitei ali em cima.

Com isso o Freedom City e Down Darker Trails vão receber uma boa quantidade de votos e dividir a contagem final.

Aind aacho que o Starfinder ganha, mas pode ser que o Down Darker Trails encoste e acabe passando na reta final. Tudo pode acontecer...

Melhor Jogo Organizado

Lost Tales of Myth Drannor, D&D Adventurers League, Greg Marks, Robert Adducci, Bill Benham, Travis Woodall, Claire Hoffman, Alan Patrick
Bleeding Gate: Amalgamation, Ma’at Crook
End of the Line, Michael Maenza
Best Friends Forever, Rob Silva
Wreckers, William Beers

Não conheço essa categoria. Vou me abster de escolher já que não sei nem do que se trata.

Melhor Podcast

Rey and Kiel Can Do!, Dungeons and Donuts
Fandible Actual Play Podcast, Fandible
Fear of a Black Dragon, Fear of a Black Dragon
Hobbs and Friends of the OSR, Misdirected Mark
Miskatonic University Podcast, Miskatonic University Podcast

Meu Favorito: Eu não sou muito fã de Podcast, de modo que conheço bem pouco, mas o único que ouvi com atenção da lista de candidatos sugerida é o Miskatonic University Podcast.

E é nele que vou votar.

Quem deve Ganhar: Não faço ideia. Qualquer um desses ao meu ver pode vencer.

Melhor Valor de Produção


Meu Favorito: 

"Melhor Valor de Produção" é uma maneira bonita de dizer "Qual o RPG mais bem acabado" e "Qual tem o material mais bacana".

Nessa lista tem quatro que poderiam estar entre os meus favoritos.

O Grand Grimoire é um livro quase perfeito. Uma compilação e adaptação de TODAS magias de Call of Cthulhu ao longo das seis edições anteriores. Um trabalho de primeira que deve ser aplaudido. Contudo, apesar do conteúdo sensacional não me parece ser um livro que tenha um valor de produção superior. Ele é bem feito e bem acabado, mas não chama a atenção tanto quanto os demais.

Sentinel Comics é inspirado em um Jogo de Cartas que por sua vez é inspirado no Universo dos Super-Heróis. Expandir essa ambientação e criar um RPG em cima dele é uma sacada genial! Eu adoraria que ele ganhasse, mas não sei muitos detalhes a respeito dos valores dessa produção. É um jogo que eu penso em ter um dia.

Star Trek Adventures deveria ser minha escolha. Essa caixa é aquilo que todos os jogadores/mestres querem ter na sua estante. É lindo demais! A Modiphius quando quer, produz material de primeira grandeza com TUDO o que você precisa para mergulhar na ambientação. Além disso, é Star Trek! Como não amar as aventuras das naves da Federação no espaço profundo?

Mas o que seria do mundo sem o bendito "mas".

Eu vou votar no fantástico combo dos livros de Delta Green. O estojo que armazena os dois livros é muito bacana e o material é por si só imperdível. Muito bem feito, com uma diagramação diferente de tudo que já se viu, o material é incrível!

Quem deve Ganhar: Não tenho dúvidas de que a Chaosium deve roubar muitos votos com o Grimoire, mas não sei se será o bastante.

No final, acho que o Delta Green acaba levando, mas por pouco! O fato do livro ter acabado de ser enviado vai ajudar na contagem a seu favor. E vai ser uma premiação bastante justa se ele sair vitorioso.

Melhor produto Relacionado a RPG

Khan of Khans, Chaosium Inc.
Dresden Files Cooperative Card Game, Evil Hat Productions
Storm Hollow, Game Salute / Escapade Games
Friendly Local Game Store, Gameplaywright
#feminism,  Pelgrane Press

Meu Favorito: Aqui está um difícil... voto no Dresden Files Card Game.

Quem deve Ganhar: Não faço ideia. 

Embora o Dresden me pareça um produto mais atraente, acredito que o #feminism vai chamar a atenção dos votantes.

Correndo por fora está o Khan of Khans que pode surpreender.

Melhores Regras

Delta Green: The RPG, Arc Dream Publishing   Authors: Dennis Detwiller, Adam Scott Glancy, Christopher Gunning, Kenneth Hite, Shane Ivey, Greg Stolze
Harlem Unbound, Darker Hue Studios   Authors:  Chris Spivey, Ruth Tillman, Bob Geis, Sarah Hood, Neall Raemonn Price
Cthulhu Confidential, Pelgrane Press   Authors: Robin D. Laws, Chris Spivey, Ruth Tillman
Torg Eternity: Core Rules,  Ulisses Spiele   Authors: Shane Lacy Hensley, Darrell Hayhurst, Markus Plötz, Dean Gilbert, Ross Watson
Star Trek Adventures: Core Rulebook, Modiphius Entertainment   Authors: Dave Chapman, Jim Johnson, Patrick Goodman, Ross Isaacs, Bill Maxwell, Jonathan Breese, Nathan Dowdell, John Snead, Oz Mills, Aaron Pollyea, Rob Wieland, Ade Smith, Anthony Jennings, Dan Taylor, Dayton Ward, Michael Brophy, Giles Pritchard, Maggie Carroll, Steven Creech, Shawn Merwin, Sam Webb, Jacob Ross

Meu Favorito: Falando em "Crunch", a parte mais seca dos RPG e aquela que dá mais trabalho para os combeiros dissecarem e compreenderem.

Entre os candidatos, o Cthulhu Confidential (finalmente a Pelgrane apareceu!) é um dos meus favoritos. Gostei do livro e da proposta de permitir jogos solo, algo que o pessoal old school costumava fazer nos tempos em que haviam poucos jogadores disponíveis. Eu gostei demais desse livro e do sistema simplificado e ele merece realmente aplausos.

Temos o Harlem Umbound que é um jogo muito bacana e com um proposta que chama a atenção. Não sei se as regras são tão diferentes assim a ponto de competir nessa categoria, mas o Chris Spivey fez um belo trabalho e pode sair com um prêmio inesperado.

Eu não sou muito fã das regras do Star Trek Adventures, embora considere o livro um trabalho incrível.

Em quem vou votar? Sim, de novo ele... Delta Green RPG. 


Tenho certeza de que os autores devem ter discutido entre si a respeito de adotar ou não as regras recém lançadas da sétima edição de Call of Cthulhu já que seria mais fácil para eles se apostar em um sistema que acabara de sair. Mas a equipe de produção buscou se separar do Chamado e estabelecer algumas regras exclusivas que se moldassem sobre a proposta de um jogo de Horror e Conspiração. O resultado foi surpreendente. Delta Green não é apenas um jogo de horror em cima dos Mythos de Cthulhu, mas um jogo a respeito de sacrifício, da degradação mental e do alto custo que lutar contra essas ameaças causam nos personagens.

É por isso que tem meu voto! 

Quem deve Ganhar: Difícil dizer com certeza quem leva esse prêmio.

Se por um lado Harlem Unbound e Delta Green tem um bom público, também não podemos desconsiderar o Star Trek como uma possibilidade (ainda que eu particularmente não goste do sistema).

Acho que no final das contas vai dar Harlem Unbound, mas se der Delta Green vou comemorar.

Melhor Ambientação

Harlem Unbound, Darker Hue Studios Authors: Chris Spivey, Ruth Tillman, Bob Geis, Sarah Hood, Neall Raemonn Price
Freedom City 3rd Edition, Green Ronin Publishing   Authors: Steve Kenson, Scott Bennie, DT Butchino, Shawn Carman, Crystal Frasier, Chris Huff, Sean Johnson, Seth Johnson, John Maniha, Professor Christopher McGlothlin, Steven E. Schend, Lucien Soulban, Aaron Sullivan
Frostbitten and Mutilated, Lamentations of the Flame Princess   Author: Zak Smith
Predation, Monte Cook Games   Author: Shanna Germain
Starfinder Pact Worlds, Paizo Inc.   Authors: Alexander Augunas, Judy Bauer, Robert Brookes, Jason Bulmahn, John Compton, Amanda Hamon Kunz, Thurston Hillman, Mikko Kallio, Jason Keeley, Jonathan Keith, Steve Kenson, Lyz Liddell, Ron Lundeen, Robert G. McCreary, David N. Ross, Owen K.C. Stephens, James L. Sutter, Russ Taylor

Meu Favorito: Ambientação é o oposto a mecânica, diz respeito a parte do "Flavor" de um jogo. A história, o background, como o mundo é detalhado e como ele oferece opções para os jogadores e mestres.

Freedom City merece aplausos, mas não deve ganhar e o mesmo vale para Frostbitten and Mutilated que apesar de interessante não é exatamente uma novidade.

Até que enfim um livro da Monte Cook Games deu o seu ar da graça, Predation tem os seus méritos, mas não deve ir além de uma lembrança nesse quesito, o que não é pouca coisa. Eu gostei dele, mas na lista tem coisas melhores.

Starfinder Pact Worlds poderia ser um sério candidato a levar, mas acho que não vai ter pra ninguém diante do Harlem Unbound. A mistura de Mythos e minorias lutando com eles, algo que Lovecraft jamais imaginou já que ele colocava essas mesmas minorias muitas vezes ao lado dos horrores indizíveis é uma ideia boa demais para não ser premiada.

Chris Spivey vem sendo celebrado por esse jogo e seria um reconhecimento sua vitória.

Quem deve Ganhar: Por todos os motivos acima mencionados e por que muitos votantes adorariam ver Chris Spivey como ganhador não deve ter pra ninguém.

Harlem Unbound ganha esse com certeza!

Melhor Suplemento

Shadowrun Dark Terrors, Catalyst Game Labs   Authors: Brooke Chang, Kevin Czarnecki, Jason M. Hardy, Alexander Kadar, Adam Large, O.C. Presley, Scott Schletz, Dylan Stengel, R.J. Thomas, Amy Veeres
Reign of Terror, Chaosium Inc.   Authors: Mark Morrison, Penelope Love, James Coquillat, Darren Watson
Doctor Who RPG – The Black Archive, Cubicle Seven Entertainment Ltd.   Authors: Walt Ciechanowski, Andrew Peregrine
Holy Crap: the Great Sects Change Operation, Mutha Oith Productions   Author: Andy Hopp
Starfinder Pact Worlds, Paizo Inc.   Authors: Alexander Augunas, Judy Bauer, Robert Brookes, Jason Bulmahn, John Compton, Amanda Hamon Kunz, Thurston Hillman, Mikko Kallio, Jason Keeley, Jonathan Keith, Steve Kenson, Lyz Liddell, Ron Lundeen, Robert G. McCreary, David N. Ross, Owen K.C. Stephens, James L. Sutter, Russ Taylor

Meu Favorito: Esse foi um bom ano para suplementos.

Diversas ambientações consolidadas no últimos anos lançaram material suplementar bastante interessante expandindo seu universo. Eu dei uma boa olhada nesses títulos e alguns me chamaram a atenção.

Shadowrun Dark Terrors poderia estar na categoria Melhor Livro de Monstros, mas escolheram colocá-lo aqui. O livro foi muito elogiado pelos fãs que o consideram um dos melhores suplementos do sistema desde que a Catalyst Game Labs assumiu o selo. Não é pouca coisa...

Starfinder Pact Worlds também foi muito elogiado. É um excelente livro de uma ambientação relativamente nova que vem chamando a atenção pela sua mistura de fantasia e ficção científica. Eu não me espantaria se ele vencesse nessa categoriam sobretudo porque Starfinder está concorrendo em várias categorias.

Mas meu favorito aqui vai ser Reign of Terror. Recentemente eu consegui comprar o meu e realmente é um excelente trabalho do veterano Mark Morrison que escreveu excelentes suplementos para Call of Cthulhu. A mistura de Revolução Francesa e Mythos de Cthulhu dá excelente liga e rende dois cenários memoráveis. O único senão é que o livro poderia ser um pouco maior, com mais material a respeito do período que poderia render uma campanha inteira. Mas isso é um detalhe...

Meu voto vai para Reign of Terror.

Quem deve Ganhar: Analisando friamente Reign of Terror pode vencer essa categoria graças a campanha da Chaosium que ano passado rendeu vários prêmios. O suplemento fez por merecer e poderia ganhar aqui, o que seria um prêmio de consolação.


Corre por fora o Doctor Who RPG (Olá Cubicle 7, sentimos a sua falta!) que sempre é muito apreciado pelos seus fãs. O suplemento de Shadowrun também foi muito comemorado pelos fãs que são um grupo muito mobilizado, não seria uma surpresa se ele ganhasse.

Mas eu acho que no fim das contas, Starfinder Pact Worlds vai acabar vencendo. O livro é excelente e toda atenção que Starfinder vem chamando se justificaria através desse suplemento.

Melhor Site

Adventureaweek.com, AAW Games
Blades in the Dark SRD, Amazing Rando Design
Up to Four Players, Up to Four Players
Elven Tower Website, Elven Tower Website
Story Beats, Northland Creative Wonders

Não posso votar por não conhecer os candidatos.

Melhor Texto

Delta Green: The Way it Went Down, Arc Dream Publishing  Author: Dennis Detwiller
Harlem Unbound, Darker Hue Studios    Author:  Chris Spivey, Ruth Tillman, Bob Geis, Sarah Hood, Neall Raemonn Price
Monsters, Growling Door Games, Inc.    Author:  Matthew McFarland
Frostbitten and Mutilated, Lamentations of the Flame Princess    Author:  Zak Smith
Holy Crap: the Great Sects Change Operation, Mutha Oith Productions    Author:  Andy Hopp

Meu Favorito: E agora? Melhor texto é uma daquelas categorias que sempre surpreendem e acabam premiando quem menos se espera.

Eu levo em consideração qual o livro que fez com que eu não o largasse a partir do momento que dei início à leitura, esse na minha opinião é o melhor critério para justificar esse prêmio. Na lista de candidatos eu conheço bem Frostbitten and Mutilated que é um livro com a marca do Lamentations of the Flame Princess, ou seja, um texto cru, brutal e cheio de descrições sanguinolentas. E apesar disso, extremamente divertido e descontraído!


Delta Green: the Way it Went Down é uma narrativa romanceada bem interessante, mas apesar disso não me cativou tanto quanto eu pensei que faria. Longe de ser ruim, mas não ganhou meu coração da forma que o livro básico fez (aliás, eu adoraria se ele estivesse aqui!)

No fim das contas, meu favorito acaba sendo Harlem Unbound. É um livro muito bom de ler, interessante, informativo e com muitas boas ideias. 

Quem deve Ganhar: Eu apostaria minhas fichas em Harlem Unbound. Não acho que qualquer um aqui tem chances de brigar no mesmo nível.

Produto do Ano

Delta Green: The RPG, Arc Dream Publishing
The Happiest Apocalypse on Earth, Christopher Grey
Harlem Unbound, Darker Hue Studios
Blades in the Dark, Evil Hat Productions
Freedom City 3rd Edition, Green Ronin Publishing
Zweihänder Grim & Perilous RPG, Grim & Perilous Studios
Frostbitten and Mutilated, Lamentations of the Flame Princess
Star Trek Adventures: Collectors Edition Core Rulebook, Modiphius Entertainment
Starfinder Core Rulebook, Paizo Inc.
The Dark of Hot Springs Island, Swordfish Islands

Meu Favorito: E é aqui que separamos os meninos dos homens. Muitas pessoas achamq ue o fato de um livro ter recebido várias indicações e prêmios nas categorias anteriores, ele automaticamente se credencia para ganhar o "Produto do Ano", o quesito mais importante do Ennies Awards.

Não é bem assim... já vi vários livros ganharem relativamente poucos prêmios ou indicações e surpreender no final.

A lista desse ano possui algumas surpresas como o The Happiest Apocalypse on Earth, Blades in the Dark e Zweihander Grim & Perilous RPG, sendo os três jogos um tanto obscuros. Acho difícil que eles ganhem algo, mas apenas estar aqui já é meio que uma vitória para eles.

Star Trek Adventures tem uma produção cuidadosa por parte da Modiphius, mas não acho que tenha muitas chances de vitória. Frostbitten and Mutilated é um livro acima da média, mas não chega a ser o melhor livro de Lamentations então acho que não vai ser dessa vez que a ambientação sai com o prêmio principal.

Freedom City tem seus atrativos, mas acho que a 3th edição, embora elogiada pelos fãs de Mutants and Masterminds, não tem o pique para ganhar os votos que o levem ao topo. Ainda que jogos de Super heróis tenham seu público na comunidade de RPG, ainda não é o bastante. Com todos elogios que fiz ao Starfinder e a penca de prêmios que ele deve conquistar em váias categorias, seria de se esperar que o livro fosse um dos favoritos. Eu até acho que ele pode surpreender, mas dificilmente vai sair vencedor da Categoria mais importante.


Eu fico entre Delta Green RPG e Harlem Unbound que ao meu ver tem chances semelhantes de ganhar. Minha escolha para favorito, no fim das contas, tende a ser amparado por gosto particular. Sinceramente, eu poderia escolher qualquer dos dois, mas Delta Green RPG leva o meu voto. 

Por mais que eu tenha adorado a ideia e a proposta de Harlem Unbound pra mim ele sempre vai ser um excelente jogo para one-shots, não para campanhas. Já Delta Green é algo que provavelmente vai evoluir e se tornar uma ambientação com anos pela frente: suplementos, campanhas, material de apoio e tudo mais.

Quem deve Ganhar: Mas ainda que eu tenha escolhido Delta Green como meu favorito, é mais provável que o prêmio principal vá para Harlem Unbound.

O apelo de Harlem Unbound, a produção, o boca a boca e todo burburinho que o jogo criou devem ajudar na votação final. No fim das contas ele deve ser o maior vencedor da noite final dos Ennies 2018.


E é isso...

Para votar no Ennies Awards basta se cadastrar e escolher os seus favoritos entre 11 e 21 de julho. Os vencedores serão anunciados no dia 3 de agosto durante a GenCon Indianápolis. É possível assistir ao vivo a premiação via streaming.

Um comentário:

  1. Esse ano está acirradissimo, hein!? Só material de qualidade.

    ResponderExcluir