sábado, 17 de setembro de 2011

As melhores opções para ler a obra de Robert E. Howard

Robert E. Howard é um escritor bem conhecido e ao longo dos anos ele foi publicado em vários idiomas em um grande número de antologias que reúnem seus contos mais importantes. Infelizmente o leitor brasileiro não tem acesso a obra inteira de Howard pois apenas parte de seus contos foi publicado em português.

Abaixo estão três opções para conhecer o personagem mais importante criado por Howard: Conan, o Bárbaro.

Livros em Português:

Existem três livros publicados em português devotados aos contos de Robert E. Howard.

A Editora Conrad lançou dois volumes caprichados com o título "Conan, o Cimério". Cada edição contém contos clássicos escritos por Howard, além de alguns extras como fragmentos de textos, notas a respeito dos contos e alguns rascunhos incompletos.

A tradução dos contos é excelente e a edição não deixa nada a desejar à versão original americana (intitulada "The Coming of Conan the Cimmerian"). As páginas são adornadas por belíssimas imagens - assinadas por Mark Schultz - em preto e branco na beirada dos textos e algumas em página inteira.

Uma pena que estas edições estejam esgotadas, mas ainda é possível encontrar em algumas livrarias, sebos ou em grandes lojas online. Vale muito a pena!

Conteúdo:

O Volume 1 traz os seguintes contos: "Ciméria", "A Fênix na Espada", "A Filha do Gigante de Gelo", "O Deus na Urna", "A Torre do Elefante", "A Rainha da Costa Negra" e "Colosso Negro". Entre os extras estão esboços, fragmentos de alguns textos, sinopses e o ensaio "Gênese Hiboriana". Embora esse material seja interessante eu preferia o espaço ocupado por mais um ou dois contos, mas creio que a edição original tenha esse formato.

O Volume 2 é composto dos seguintes contos: "A Cidadela Escarlate", "Sombras de Ferro sobre a Lua", "Xuthal do Crepúsculo", "O Poço Macabro", "Inimigos em Casa", "O Vale das Mulheres Perdidas" e "O Demônio de Ferro". A edição acompanha sinopses, fragmentos, rascunhos e notas sobre os contos.

Infelizmente o terceiro volume que fechava a coleção não chegou a ser publicado pela Conrad.

Aproveitando a carona do novo filme (reparem na capa), a Editora Generale lançou recentemente um volume intitulado Conan, o Bárbaro com mais alguns contos do personagem inéditos em português.

A edição traz ainda "A Hora do Dragão", o único romance escrito por Howard ao longo de sua carreira, e uma seleção de três ótimos contos: "Além do Rio Negro", "As Negras Noites de Zamboula" e "Os Profetas do Círculo Negro".

A tradução de Alexandre Callari é ótima e a edição, embora não conte com a inspiradora arte em preto e branco em suas páginas, tem um bom acabamento e um prefácio assinado por Roy Thomas, o lendário editor da Marvel Comics.

Livros em Inglês

Para o leitor que domina o idioma inglês, há muitas opções para conhecer a obra de Robert E. Howard. Uma boa opção é a antologia em três volumes que deu origem a edição brasileira. "The Coming of Conan the Cimerian", "The Bloody Crown of Conan" e "The Conquering Sword of Conan" lançados pela Editora Del Rey com ótimo acabamento. Todos eles podem ser encontrados no Amazon.com com um preço bem acessível.

Entretanto, na minha opinião quem realmente é fã do personagem ou quer conhecê-lo deve optar pelo tomo lançado pela Gollancz: "The Complete Chronicles of Conan".

Essa edição especial é simplesmente espetacular!

A Gollancz também é responsável por "Necronomicon - The Best Weird Tales of H.P. Lovecraft" que recebeu uma resenha aqui no blog. A qualidade é basicamente a mesma.

A capa dura com imitação de couro e letras douradas dá uma idéia do luxo e beleza desse imponente volume de 930 páginas (!!!)

A contra capa tem o mapa do Mundo Hiboriano conforme esboço do próprio Howard.

O livro contém TODOS os contos originais de Conan, poesias, manuscritos inacabados e ensaios assinados por Robert E. Howard, além de em posfácio contando a importância desses contos para a criação de um gênero literário próprio (o Sword & Sorcery) e a biografia comentada do autor.

O livro traz ainda uma boa arte em preto e branco e desenhos de rodapé.

A edição tem um acabamento impressionante e a melhor parte é que esse tremendo livro não custa mais do que US$ 25,00 (mais o frete) em boas livrarias online. Para quem é fã, é um livro quase obrigatório!

Quadrinhos da Marvel:

Finalmente existe a opção de conhecer a obra de Howard através de quadrinhos editados nos anos 70 pela Marvel.

As primeiras estórias de Conan em que eu pus as mãos foram os quadrinhos que saíram aqui pela Editora Abril ao longo dos anos 80. A revista mensal "Espada Selvagem de Conan" marcou época e tenho certeza, muitos aqui leram as sangrentas estórias adaptadas pelo genial Roy Thomas que formava parcerias imbatíveis com monstros sagrados do desenho como John Buscena, Ernie Chan e Alfredo Alcala.

É uma pena que a revista "Espada Selvagem" tenha acabado. Depois da saída de Thomas a qualidade caiu um bocado, mas enquanto esteve na revista (por mais de 40 edições) ela era incrível.

Bom, para aqueles que assim como eu guardam suas edições amassadas e amareladas na casa dos pais, aqui vai uma dica. A Dark Horse lançou volumes encadernados, cada um com 500+ páginas trazendo o melhor da extinta "The Savage Sword of Conan".

Eu comprei os dois primeiros volumes e tenho outros já na alça de mira. A coleção já está em seu décimo volume, embora o filé mignon sejam os cinco primeiros volumes (que pega a fase do Thomas).

São exatamente as mesmas estórias que saíram aqui, com aquela arte vibrante em preto e branco invocando toda a ferocidade das batalhas e com os roteiros imortais de Roy Thomas, um verdadeiro poeta do barbarismo.

Para quem se amarrava nessas estórias é quase uma viagem no túnel do tempo.

Ah sim, a parte legal é que esses encadernados estão sempre em promoção em livrarias online como a Amazon.com, Barnes & Noble e a Book Depository. Em média uma dessas edições custa algo em torno de US$ 12 a 15 dólares (mais o frete), um bom preço para um tremendo calhamaço de 500 páginas.

10 comentários:

  1. Não conhecia estes volumes encadernada de Espada Selvagem. Acabei de encomendar o meu na Amazon...não resisti.

    mamedesM

    ResponderExcluir
  2. Vale a pena lembrar que a livraria www.bookdepository.com mencionada no artigo entrega com frete grátis para o Brasil, o que é uma boa economia.

    ResponderExcluir
  3. Acho que você não vai se arrepender Clayton. As dua sprimeiras edições possuem vários clássicos da Espada Selvagem.

    ResponderExcluir
  4. Estou iniciando uma editora especializada em livros de SF, Fantasia e História e acabei de publicar Conan: Cravos Vermelhos (Red Nails no original). Vocês podem experimentar em http://www.amazon.com/dp/B009JF279O

    ResponderExcluir
  5. Tem um filme muito legal baseado em fatos da vida do Howard, está legendado em português no Youtube, se chama "um amor do tamanho do mundo", baseado no livro de uma namorada do Howard. No meio do filme o Howard recebe uma carta do Lovecraft, cena muito engraçada. Digitem na busca do Youtube por "Um amor do tamanho do mundo". Fica a dica.

    ResponderExcluir
  6. A editora Generale, lançou agora em 2015 outro livro interessante de Robert E. Howard, mas de Solomon Kane, chama Solomon Kane a Saga Completa. No livro inclui além dos contos de Solomon Kane, as cartas que howard enviou ao Lovecraft.

    ResponderExcluir
  7. Também tem uma edição portuguesa chamada "Cultos inomináveis" e uma edição brasileira de "Pregos vermelhos".

    ResponderExcluir
  8. A editora Martin Claret lançou um ótimo livro de contos do Robert E Howard chama "Rosto de Caveira, Os Filhos da Noite e Outros Contos" contem os contos Rosto de Caveira, Os filhos da noite, A Maldição do Mar, A Hiena, A Serpente do Sonho, Na Floresta de Villefore e outros contos. Vale a pena.

    ResponderExcluir
  9. A editora Martin Claret lançou um ótimo livro de contos do Robert E Howard chama "Rosto de Caveira, Os Filhos da Noite e Outros Contos" contem os contos Rosto de Caveira, Os filhos da noite, A Maldição do Mar, A Hiena, A Serpente do Sonho, Na Floresta de Villefore e outros contos. Vale a pena.

    ResponderExcluir