segunda-feira, 9 de julho de 2012

O Último Vôo - Caça da Segunda Guerra encontrado nas areias do Saara



Fonte: io9 notícias


Um avião de caça britânico P-40 Kittyhaw foi recentemente descoberto no Deserto do Saara.

O avião, manteve-se invisível e intocável por setenta anosapós sua queda em junho de 1942. Aclamado por especialistas a descoberta vem sendo comparada ao "equivalente na aviação à Tumba de Tutankamon."

Imagina-se que o piloto tenha sobrevivido à queda, pois não foi encontrado sinal algum dele. Uma vez que o mecanismo ejetor do paraquedas não foi acionado, supõe-se que ele tenha caído com o aparelho, achando-se em meio a um lugar desolado com variações brutais de temperatura. Posteriormente, o paraquedas de seda foi removido, bem como algum equipamento, usado provavelmente para construir uma proteção contra o clima inclemente. 

O piloto do P-40 era o Sargento Aviador da Royal Air ForceDennis Copping de 24 anos. Dado como desaparecido, os militares acreditavam que seu avião tivesse se acidentado causando sua morte imediatamente. Tudo indica, no entanto que Copping tenha conseguido controlar o avião lançando-o em um terreno de areia fofa que amorteceu a queda. 

As evidências sugerem que o piloto tenha empreendido uma tentativa desesperada e inútil de alcançar a civilização andando para fora do deserto. Copping nunca mais foi visto com vida e especialistas estimam que ele não teria conseguido andar mais do que 20 milhas a partir do local da queda, isso se não tivesse ferimentos.

Os restos do caça, com cabine para um único passageiro, foi descoberto por acaso por um operário de prospecção polonês chamado Jakub Perka que explorava a remota região a Oeste do Deserto do Egito, cerca de 200 milhas do povoado mais próximo. 

A maioria dos instrumentos do cockpit estavam intactos, medidores, altímetros e até mesmo os depósitos de armas e munições que foram confiscadas por militares egípciosHavia sinais óbvios da construção de um acampamento improvisado usando pedaços da fuselagem. O rádio e as baterias estavam do lado de fora do cockpit, evidenciando que Copping tentou fazê-los funcionar. Percebendo que não havia como sobreviver sozinho naquele local, o piloto deve ter optado por buscar ajuda, encontrando um triste fim. 

O Museu da RAF em Hendon, norte de Londres, foi informado da descoberta e tem planos de recuperar a aeronave para uma exibição futura. Uma busca também será realizada para tentar localizar o corpo do piloto perdido. Historiadores reiteraram o pedido para que o governo britânico intervenha o quanto antes para proteger o avião de possíveis saqueadores ou caçadores de tesouros interessados em remover pedaços como souvenir

O Historiador Militar Andy Saunders disse: "O mundo da aviação histórica está extremamente entusiasmados com esta descoberta. Este avião tem estado no mesmo lugar onde caiu há 70 anos, ele não estava escondido ou coberto pela areia, simplesmente ficou lá aguardando ser descoberto. É uma cápsula do tempo absolutamente incrível, o equivalente na aviação da tumba de Tutankamon.

O sargento Copping nasceu em Southend, Condado de Essex. Em 1942 ele se tornou membro do Esquadrão 260 da RAF, uma unidade de combate que atuou na Campanha do Norte do Egito. Em junho de 1942 o Esquadrão cobria a fuga dos Aliados que haviam sido derrotados por Rommel, a Raposa do Deserto.

Em 28 de junho o sargento Copping e outro piloto receberam a missão de pilotar dois Kittyhawk P-40 até uma base aérea britânica no norte do Egito para realização de reparosDurante o curto vôo o avião de Copping perdeu seus rolamentos, saiu do curso e nunca mais foi visto. Buscas foram realizadas, mas tudo indica que o caça tenha saído da rota deixando uma grande área de buscas.

Os historiadores militares estão confiantes que o Kittyhawk encontrado no deserto era o pilotado pelo Sargento Copping, com base nos números de identificação gravados no chassi do avião. Além disso há alguns danos na fuselagem que coincidem com relatórios preenchidos durante a guerra.

O nome do sargento Copping aparece no memorial de Guerra de El Alamein ao lado de vários aviadores que perderam suas vidas enfrentando as forças do Eixo.

Abaixo fotos do avião em seu lugar de descanso:





E, mais do que nunca esse vídeo faz sentido:



Iron Maiden - Aces High

Talvez o Sargento Copping não tenha sido um "Ás dos Céus", mas com certeza merece nosso respeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário