domingo, 8 de setembro de 2013

Mistério no Pacífico - O estranho Projeto Hornsleth de Depósito nas Profundezas


Essa notícia possivelmente é uma das mais bizarras dos últimos tempos e, é claro, merece um espaço aqui no Mundo Tentacular. Ela foi trazida pelo colega José Luiz F. Cardoso no grupo do Facebook.

Esse é o artigo da PC & Tech Authority, de longe o mais divertido a respeito:

Se você já leu algum dia algo da obra de H.P Lovecraft (e se não leu, faça esse favor a você mesmo), você deve saber que um dos temas centrais é a ideia de que a humanidade não passa de um joguete nas mãos de Deuses ancestrais, muitos desses habitando as profundezas escuras de nossos oceanos. Nós estamos falando dos Profundos, e do próprio Grande Cthulhu, que dorme profundamente na cidade ciclópica em algum lugar do Pacífico, entre a Australia e Nova Zelândia.
Outro tema central é a ideia de que a humanidade está sempre mexendo com esses seres, desde cultos que veneram esses deuses em busca de poder transitório, passando por almas perdidas, curiosas demais para seu próprio bem, até aqueles particularmente amaldiçoados por estarem no lugar errado, na hora errada. 
O líder do Projeto (Cultista? Alguém tem dúvida?)
Mas porque falar a respeito de coisas fictícias (ainda que estranhamente, arrepiantes) como deuses abomináveis, raças alienígenas e monstros tenebrosos? Bem, ao que tudo indica, um estranho projeto que mistura expressão artística, salvaguarda do futuro da raça humana e exploração marítima está prestes a se iniciar, materializando alguns elementos que poderiam tranquilamente figurar em um conto escrito por  Lovecraft.
Ele recebeu o nome Hornsleth Deep Storage Project (Projeto Hornsleth de Depósito nas Profundezas), e a coisa é genuinamente aterrorizante, estranha e inusitada.
Eis aqui o plano resumidamente: 

Passo 1) Colete amostras de DNA de 5000 pessoas de todo o mundo, 


Passo 2) Coloque todo esse material genético no interior de uma escultura geometricamente bizarra,

Passo 3) Lance a coisa no abismo oceânico mais profundo do planeta, as Fossas Marianas.
DNA humano dentro de uma escultura que lembra um símbolo cabalístico definitivamente remanescente dos ângulos não euclidianos, lançado a onze quilômetros de profundidade, dentro do abismo marítimo, onde apenas criaturas cegas, sem ossos residem.
O que possivelmente poderia dar errado... Ah claro, Cthulhu. 
A página oficial do projeto é apenas um pouco menos excêntrica que o projeto em si. O nome do projeto,  Hornsleth, está escrito na página inicial com uma fonte que parece retirada de um filme de horror que lembra respingos de sangue. Há um texto redigido por um historiador que fala a respeito de Nietzsche e sua filosofia de Ubermensch (O Super-Homem). Há um outro texto dedicado a explicar o pensamento por trás do projeto para crianças. Sem falar de fotos do artista dinamarquês que desenhou a escultura, que se não for um cultista insano dos Mythos, disposto a sacrificar a humanidade para coisas que o homem não deveria conhecer, eu não sei o que mais poderia ser....
O Design da Escultura
Há ainda uma esquisita racionalização a respeito das razões de trazer para a equação uma escultura completamente estranha e por que escolher as fossas marianas, um dos lugares mais inacessíveis do planeta. Existem projetos de preservação de DNA em todo mundo, que pensam seriamente em salvaguardar informações genéticas de plantas, animais e, sim da raça humana. Mas nenhum deles se compara com a visão singular do Projeto Hornsleth.

Vejam esse trecho por exemplo:
“Kristian von Hornsleth sugere que a monumental escultura a ser lançada nas profundezas do oceano contendo o arquivo de DNA de 5000 pessoas é uma espécie de presente para o futuro. 5000 pessoas que deliberadamente acreditam em um futuro melhor e que esperam um dia, serem redescobertos .”
Redescobertos... isso mesmo, um dos objetivos do projeto é efetivamente que humanos num futuro muito distante - que sejam capazes de acessar as profundezas dos oceanos  – um dia sejam capazes de utilizar o material genético preservado dentro da escultura para trazer de volta esses voluntários de uma época ancestral.
Essa coisa é simplesmente estranha demais para ser levada à sério. Então vamos terminar com um trecho de um poema (que está na página) celebrando a descida para as profundezas... possivelment da loucura.
Cristo Vitorioso da Tecnologia
Eis aqui um sacrifício a nossa própria destruição da Natureza
Uma expiação para uma deusa mãe irada
O sangue do homem
A descida para um inferno gelado
E a espera por uma ascenção após 500 anos
Ceeeeeeerto...
*     *     * 

A localização onde a primeira escultura deve ser lançada
Na página do "projeto", eu encontrei esse trecho que me chamou a atenção:

No final de 2013 algo extraordinário irá acontecer. Algo tão estranho e cativante, que ouvir a proposta já faz sua imaginação alçar vôo.

Visualize o seguinte; Uma enorme escultura de aço, 8 mestros de altura, por 8 metros de comprimento por 8 de largura, será descida nas águas do Oceano Pacífico até uma profundidade de 11 mil metros. Esta será apenas a primeira de uma série de outras esculturas idênticas a serem depositadas ao redor do mundo.  A primeira será lançada em um ponto a 200 milhas da costa da Ilha de Guam entre o Japão, as Filipinas e a Indonésia. Agora aqui vem a grande reviravolta. Ela estará cheia de sangue humano, cabelo e amostras de DNA.  

Isto é arte e ciência colidindo. 30 localizações ao redor do mundo atraíram a atenção de 5000 doadores ou investidores se assim preferir. Todos serão recompensados com um certificado que institui que eles escolheram acreditar em uma segunda chance.

A Ciência está progredindo mais rápido do que os grandes filósofos e pensadores ousavam prever, então, quem pode dizer que não haverá um momento no futuro quando essas amostras poderão ser usadas para trazer espécies ameaçadas e mesmo pessoas de volta? Isso pode demorar 500 ou 100,000 anos. Quem sabe? Mas existe uma chance de fazer parte disso quando acontecer!


Como teremos evoluído? O quão diferentes serão os humanos então? O Projeto de Depósito nas Profundezas luta contra a decadência e a erosão que vitima tudo o que conhecemos. As pessoas estão dispostas a abraçar esse ideal, e fazendo isso, eles estão dispostos a se tornar uma voz que será ouvida no futuro.

 *     *     * 

Só para constar, aqui está o mapa das localizações onde se planeja lançar uma dessas esculturas. Percebam que há um bem próximo da costa meridional do Brasil, possivelmente na altura de Santa Catarina ou Rio Grande do Sul.


Os outros pontos escolhidos pelo Projeto Hornsleth
Sinceramente, eu pensei que tudo isso pudesse ser um HOAX enorme. Mas aparentemente a coisa é legítima e a primeira está prestes a ser lançada no abismo profundo.

Muito bem... se isso não é material de primeira grandeza para construir uma estória de Conspiração eu não sei o que mais seria. O negócio quase que se escreve sozinho...

Para fazer funcionar, é só alterar alguns elementos: Troque os membros desse projeto por um culto completamente maluco (nem é preciso ir muito longe para isso), adicione no lugar do artista idealizador da coisa um sacerdote que lidera o culto (também nem é preciso mudar muita coisa). Em seguida, adicione  alguns elementos do Mythos, como a ambição dos cultistas dementes desejando contatar "aqueles que habitam as profundezas" e você tem um ótimo tecno-thriller.

Quando o Mundo estiver sob ameaça, quem você vai chamar?
O formato "não euclidiano" da maldita escultura (que parece realmente um símbolo ligado ao Mythos), as suas dimensões 8 x 8 (o número que representa a eternidade), o plano de convencer pessoas que essa é uma causa séria, o fato dele estar sendo lançado nos mares, em especial no abismo marinho mais profundo do planeta, a desculpa "artística" e "científica" para dar uma legitimidade ao projeto, o discurso típico de um culto: "desperte em um lugar melhor"... tudo se encaixa no contexto de uma conspiração global no melhor estilo Delta Green.

Pode ser que eu seja paranóico (e essas coisas que eu gosto de ler tenham feito mal ao meu melhor julgamento!), mas sinceramente esse negócio tem o cheiro ocre de uma conspiração. Vai ver, essas esculturas servem para marcar o planeta, para contatar alguma coisa que dorme lá em baixo e mandar uma mensagem de "olá, o jantar está servido! Venham enquanto está quente!"

Como sempre, fica a máxima que é repetida muitas vezes aqui no Mundo Tentacular: "Não há nada na ficção que seja tão estranho, tão incomum e surpreende quanto o que acontece no mundo real. Basta abrir o jornal..."

5 comentários:

  1. Sem palavras aqui. Fascinante e bizarríssimo! Dá pra pensar até mesmo em corporações controladoras bem ao estilo A Caixa (um excelente filme).

    ResponderExcluir
  2. Quando eu voltar a jogar, tenho certeza quais ambientações utilizar.

    ResponderExcluir
  3. Muitas coisas escondidas, por trás de outras coisas muito mais escondidas ainda.Esse é o mundo real.Trazido pelo melhor blog Cthulhiano.

    ResponderExcluir
  4. O hilário é que não precisa alterar nada... basta "adicionar investigadores"....kkkkkk!

    ResponderExcluir
  5. Dois comentários sobre o assunto:

    - O site fala em 30 lugares no mundo onde as esculturas serão colocadas (alguns em terra, outros no mar). No entanto, no mapa só são mostrados 15 destes lugares. Que verdade terrível eles estão tentando esconder que a posição de todas as esculturas poderia revelar?

    - A forma irregular, cheia de pontas, das esculturas de certo modo lembra uma estrela. O que será que acontece quando as estrelas estiverem na posição correta?

    ResponderExcluir